Com o comércio fechado, lojistas de Itabirito vão ter portal de vendas on-line.

Cidade continua na onda vermelha e ansiedade de empresários aumenta; "Compre Itabirito" será sem custo nos primeiros 90 dias.

12/08/2020 às 17h54

A partir do próximo dia 13, os comerciantes de Itabirito terão nova chance de aumentar suas vendas dentro do município. Iniciativa da Agência de Desenvolvimento Econômico e Social dos Inconfidentes e Alto Paraopeba (Adesiap), o portal “Compre Itabirito” foi criado para ajudar, principalmente, pequenos e médios empresários.

Segundo Denis Donato Mota, diretor executivo da Adesiap, o portal vai funcionar como um mercado online para os comerciantes de Itabirito. “O intuito é chamar os empresários locais para a plataforma digital, para esse novo comércio”, explica. Ainda de acordo com o diretor executivo, a plataforma será gratuita durante os três primeiros meses. “Após os primeiros 90 dias, os vendedores pagarão uma mensalidade de R$ 90,00, somente para que seja feita a manutenção do serviço. A iniciativa não tem fins lucrativos”, ressalta Denis.

A empresária do setor de calçados e vestuário de Itabirito, Magda Regina Barros, participou da apresentação do portal feita nessa quarta-feira (5), por meio de uma live, e se surpreendeu com a funcionalidade da plataforma. “Vai ser muito fácil o uso do portal, isso é importante para pequenos empresários que não têm uma logística estabelecida”, comenta Magda. A lojista ainda explica que seu faturamento caiu 80% após a pandemia, e que novas formas de vender são essenciais para superar a crise. “É a luz no fim do túnel, temos que entender como vai ser o mercado daqui para a frente”.

Ainda na onda vermelha

Itabirito vai continuar com os serviços não essenciais fechados após as mudanças no plano Minas Consciente, criado para orientar os gestores municipais durante a retomada econômica. O plano passa a ter somente três ondas de avanço (vermelha, amarela e verde), ao contrário das cinco usadas anteriormente (branca, verde, amarela, vermelha e roxa). Indicadores como taxa de incidência, de ocupação de leitos e aumento da positividade de testes PCR se mantêm preocupantes na macrorregião a que Itabirito pertence. Segundo o boletim epidemiológico municipal mais recente, a cidade acumula 1.218 casos e 8 óbitos por COVID-19.


Voltar

Confira também: